O que são os memes?


https://youtu.be/pRsmUJFvXA0?t=3m28s

Você provavelmente já se deparou com alguma notícia no estilo "Fulaninho tira foto engraçada e vira meme na internet". Mas o que faz algo virar um meme? O que raios é um meme, afinal?

A turma de mídias sociais já deve conhecer a história por trás da palavra meme e como a entendemos hoje. A palavra meme na verdade foi inventada por Richard Dawkins em 1976 no livro O Gene Egoísta. Pera, o que? Sim! Dawkins usou pela primeira vez a palavra meme para definir o que seria uma unidade de informação que se multiplica de cérebro em cérebro. Como se fosse uma espécie de replicador de comportamento. Sabe? Quando alguém observa um grupo fazendo algo e então repete o comportamento desse grupo?

Botando em contexto internético isso faz todo sentido, já que o meme é uma imagem que é repetida milhares de vezes até a sua exaustão. Ninguém sabe ao certo qual foi o primeiro meme da história, mas muitas fontes apontam para o bebezinho em baixa resolução dançando algo meio esquisito:

Muita gente acha que um meme é apenas uma imagem como a que ilustra essa matéria: uma foto de alguma personalidade com fonte Impact em cima e em baixo com algo engraçadinho. Mas o meme pode estar nos mais variados formatos: gif, imagem, vídeo, áudio. Bastou cair na boca do povo, ser repetido até gastar e ser esquecido na semana seguinte que, pimba, é um meme.

E podemos ir além, por que o meme tem uma característica parecida com os genes que o Dawkins falava lá no começo do texto: eles podem ser adaptados, remixados e transformados em novas piadas. Ele tem alto poder de mutação. Quer um exemplo? O meme do Sweet Dreams. Para quem não conhece, vou deixar o original aqui:

A história desse é curiosa: o menino dançava o som do Passinho do Romano, que já era uma piada relativamente antiga da internet. Alguém colocou a música Sweet Dreams por cima e o vídeo voltou à tona. E então sempre que havia um vídeo de alguém caindo, estava lá a música Sweet Dreams:

E esse meme ainda foi adiante, porque além de remixarem em vídeos de pessoas caindo, de repente estavam colocando Sweet Dreams até em bebês correndo das mães:

Então assim como o gene que nos faz repetir o comportamento dos grupos, quanto mais o meme se espalha, mais ele se espalha, pois as pessoas replicam, mudam, passam adiante para outras pessoas que replicam, remixam e criam novos conteúdos em cima daquilo até o produto original ser perdido.

Não existe uma matemática para criar o meme perfeito. Ou garantir que seu conteúdo vai viralizar. A internet tem um comportamento um pouco aleatório nesse sentido, ela adota seus próprios signos. A nós, marcas, cabe ter o ~rebolado~ de saber surfar a onda para remixar (de novo) e criar nossa própria comunicação.

#meme #internet #socialmedia #redessociais

Posts Em Destaque